4 Dicas para quem deseja abrir uma imobiliária

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Abrir uma imobiliária pode ser, com certeza, um negócio extremamente rentável, uma vez que é um serviço muito procurado por muitos.

Abrir uma empresa, seja ela qual for, existem algumas preocupações e responsabilidades específicas que devem ser cumpridas antes mesmo de sua existência.

Se você deseja saber quais são os detalhes que precisam ser considerados para abrir uma e ter sucesso, continue lendo a seguir.

1. Planeje e escolha qual será sua área de atuação

A primeira coisa que deve fazer antes de abrir uma imobiliária, é montar um planejamento minucioso e antecipado de cada etapa que vai levar o seu negócio.

Primeiramente, você deve definir quais serviços irá oferecer. São vários caminhos nos quais você pode escolher seguir. Existem imobiliárias voltadas para habitações populares e com preços mais baixos e imóveis mais luxuosos.

Algumas imobiliárias recém criadas costumam escolher suas áreas de atuação de acordo com a área geográfica, os tipos de clientes, estilo de imóveis e valor dos bens.

Entretanto, algumas imobiliárias se especializam em compra e venda e outras são voltadas apenas para o aluguel. E existem também aquelas que procuram oferecer uma ampla gama de serviços, portanto, a sua imobiliária pode fazer o mesmo.

2. Pense qual será a infraestrutura necessária

A infraestrutura da sua imobiliária não precisa ser exorbitante, mas é uma parte muito importante.

Um ambiente agradável pode estimular e incentivar positivamente o trabalho dos seus funcionários e fazer com que os seus clientes se sintam aconchegados e tenham uma experiência melhor ao visitá-la.

Portanto, escolha um espaço confortável, com uma boa localidade e invista em uma decoração que chame atenção e passe seriedade. Faça boas escolhas de móveis, com bons assentos.

3. Esteja atento às exigências legais

A parte burocrática em abrir um negócio é, sem dúvidas, uma das mais importantes.

Estar atento à certidão de matrícula de imóvel e outros documentos relacionados a ele é necessário para que seu estabelecimento funcione conforme as normas regidas pela lei.

A elaboração e o registro do Contrato Social estão entre as principais etapas, juntamente ao registro na Junta Comercial, obtenção de CNPJ e registro no cartório, na prefeitura e na Secretaria da Fazenda. A inscrição no INSS, a vistoria do Corpo de Bombeiros e o enquadramento tributário também são pontos muito importantes.

Além de tudo disso, uma imobiliária também necessita de um registro específico no Creci, que é o conselho responsável por regulamentar a atividade de corretores e imobiliárias.

4. Planeje as finanças para abrir uma imobiliária

Abrir uma imobiliária com desorganização e falta de planejamento financeiro pode fazer com que as chances de que tudo dê errado, desande e gere desconfortos e dores de cabeça sejam grandes.

Por isso, faça um planejamento orçamentário que envolva os valores que serão gastos nos aluguéis, investimentos em estrutura física, contratação e salário dos funcionários, despesas com exigências legais e fundo para emergências.

Tenha um controle consciente com relação ao seu dinheiro e seus gastos. Ter um capital de giro para estar tranquilo durante os primeiros meses da abertura de sua imobiliária é fundamental.