Como montar um salão de festas e lucrar com o negócio? Confira algumas dicas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Independentemente do tema, não existe ninguém que de vez em quando não fique doido por uma festa.

É um costume do brasileiro providenciar espaços para comemorar chá de bebê, festas de aniversário, casamento, chá de lingerie, chá de panela, dentre muitas outras ocasiões. Por isso, uma ótima forma de aproveitar esse costume para lucrar, é montar um salão de festas para alugar. Confira algumas dicas para começar seu negócio e arrasar!

1. Pesquise sobre o público-alvo e mercado

Quando o salão de festas para alugar comporta todos os tipos de eventos, consequentemente o público-alvo se torna bem amplo. Porém, quando ele foca em um tipo específico de festa, o empreendedor consegue definir detalhadamente as características do seu público-alvo.

Um salão especializado em festas infantis, por exemplo, tem como público-alvo os pais, de classe média e alta, que geralmente moram em apartamentos ou casas com pouco espaço.

Portanto, você deve pensar de acordo com as pessoas que deseja que aluguem seu salão para saber exatamente o que tem e o que deve oferecer para elas.

2. Preocupe-se com a estrutura

Um salão de festas deve ter, no mínimo, 200 m2. A estrutura precisa contar com área de recepção dos convidados, local para acomodar os convidados em geral, banheiros, cozinha, sala de estoque, ambiente de diversão,  escritório e estacionamento.

O local principal do salão onde ficam a mesa do bolo e a decoração com o tema da festa precisa ser amplo, com espaço para a circulação dos convidados e das pessoas que trabalham no evento. 

Além disso, o salão principal precisa de espaço para colocar mesas de apoio, carrinho gourmet, mesas de doces e lembrancinhas.

3. Pense nos serviços

O aluguel no local é apenas uma das formas de faturar, pois você pode também oferecer outros tipos de serviços, como buffet, decoração, DJ e iluminação. 

Uma ótima dica que costuma fazer muito sucesso, é comercializar pacotes e até mesmo oferecer a possibilidade de parcelamento aos clientes.

4. Defina uma boa localização

É de extrema importância que o local escolhido para instalar o salão de festas seja de fácil acesso, seguro e não dificulte a tarefa de estacionar os automóveis.

Outro ponto que deve ser considerado, é se não existe risco de perturbar as pessoas que moram ao redor. Nesse caso, vale a pena investir em um sistema de isolamento acústico no salão para amenizar os ruídos.

5. Cuide da parte burocrática

Assim como em qualquer outro empreendimento, não há como fugir das exigências legais. 

Para abrir um salão de festas, você precisa criar um CNPJ e obter o alvará de funcionamento, além do registro no Corpo de Bombeiro.

Outro ponto muito importante, caso ofereça serviço de buffet, é passar por uma avaliação da Vigilância Sanitária. 

Fique atento a todos esses procedimentos burocráticos para que não tenha problemas futuros e atrapalhe o funcionamento do seu estabelecimento. 

6. Divulgue!

Por mais que o boca a boca seja uma excelente forma de atrair clientes, é essencial que você pense numa estratégia de divulgação para o seu negócio. 

Hoje em dia, investir em marketing nas redes sociais, como o Instagram e o Facebook, é praticamente indispensável. 

Além disso, você pode também oferecer um tour virtual pelo espaço para atrair o interesse das pessoas, pois além de facilitar a vida dos clientes, passa muito mais credibilidade.